Homem e mulher: criados um para o outro


A Lição da Escola Sabatina desta semana trata de um tema muito importante, porém negligenciado: o relacionamento homem/mulher nos ditames bíblicos. Mas será que a Bíblia, livro tão antigo, tem algo a dizer de relevante para a sociedade moderna, quando o assunto é vida conjugal? A resposta poderá surpreendê-lo(a). [As idéias a seguir foram extraídas e adaptadas em grande parte do livro Família, uma Sociedade que Pode Dar Certo (Casa). E meu desejo é que este texto possa lhe ser útil como complemento ao estudo da lição desta semana.]

Leia Gênesis 1:27 e 28; 5:1 e 2. O que esses textos ensinam?

1. A tríplice repetição do verbo “criou” estabelece nossa origem divina.
2. Tanto o homem quanto a mulher, por criação, possuíam a imagem divina. Foram criados igualmente à imagem de Deus.
3. As diferenças de sexo são de origem divina.
4. Ambos receberam domínio sobre o restante da criação, a mesma autoridade. Não existe aqui a tal supremacia de um sexo sobre o outro.

A primeira expressão “homem” aqui não se refere a Adão como pessoa. Adam, no hebraico, pode significar “ser vermelho”, dam, “semelhança”, ou adama, “do solo”. Portanto, Adão aqui se refere à humanidade (humus, terra). Portanto, a humanidade, homem e mulher, é a imagem de Deus, ambos criados a partir do solo.

Gênesis 2:18-23. O fato de Eva ter sido feita a partir de uma costela de Adão, longe de estabelecer sua inferioridade, enfatiza que ela é da mesma natureza que ele. Esse fato ressalta que a relação homem/mulher seria uma relação natural, necessária e prioritária para se completarem. O fato de Eva ter sido “extraída” de Adão indica que a única forma de superar essa separação “antinatural” é buscando essa reunificação que os torna uma só carne.

Adão não tinha apenas necessidade de companhia; se assim fosse, Deus poderia ter-lhe enviado um anjo para que o acompanhasse permanentemente, ou poderia ter criado outro homem com quem Adão conversasse enquanto trabalhava no jardim.

Adão precisava de alguém que o completasse, alguém com quem estar em comunhão. Somente alguém que fosse igual e ao mesmo tempo diferente poderia completá-lo. Por isso Deus criou o homem para a mulher e a mulher para o homem.

Sem a mulher, a criação estava incompleta, sem sua existência o próprio homem estava incompleto. A existência da mulher era necessária. Somente assim, juntos, Adão e Eva poderiam ser a coroa da criação.

Adjutora idônea. Esse termo não significa que ela recebera um papel secundário. De acordo com os eruditos bíblicos, a expressão “adjutora idônea” vem do hebraico ‘ezer kenegdo, que literalmente significa “oposto a ele”, “correspondendo a ele”, o que indica que seria semelhante a ele, mas, ao mesmo tempo, seu oposto, diferente dele.

O termo ‘Ezer é mencionado no AT 21 vezes. Em 15 ocasiões descreve a Deus como “ajuda” de pessoas em situações de necessidade (Sl 115:9-119). ‘Ezer, em Gênesis 2:18, não significa subordinação da mulher ao homem, mas uma ajuda que corresponde a ele. O termo indica a relação mútua de duas pessoas que se complementam entre si.

Gênesis 2:23 e 24: “E disse o homem: Esta, afinal, é osso dos meus ossos e carne da minha carne; chamar-se-á varoa, porquanto do varão foi tomada. Por isso, deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne.”

O nome Adão, em hebraico, é Ish, e o nome que ele deu a Eva vem do hebraico ‘ishshah, que significa mulher, e é formado pela palavra Ish, que quer dizer homem, mais a terminação feminina hah.

Quando Adão viu Eva, chamou-a de “varoa”, o que indica tanto a forma como ela foi criada como a forma como ele a reconhecia, como alguém igual a ele, e não como sua subordinada. Adão reconheceu Eva como sua complementação, não como sua rival, e muito menos como sua escrava. “É osso dos meus ossos, é carne da minha carne, é igual a mim.” E unicamente dois seres que fossem diferentes mas iguais poderiam se tornar uma só carne.

O pecado estragou tudo. Lamentavelmente, foi o pecado que alterou essa harmoniosa relação homem/mulher, como também alterou a relação do ser humano com Deus. Mas assim como somos convidados a restabelecer essa relação rompida com Deus, somos também, como cristãos, convidados a buscar a harmonia entre os sexos. Deus é amor, e precisamos pedir que Ele renove em nós, cada dia, o amor com que devemos nos amar.

Michelson Borges

comments powered by Disqus

Calendário

Cultos Ao Vivo

Rua Joaquim Novaes, 42

Cambuí - Campinas

Telefone: (19) 3236-5298

venha nos visitar
sábado 9h, domingo 19h, quarta-feira 20h